Lista de leitura Ordenada: Gilbert Keith Chesterton

Gilbert Keith Chesterton, como muitos o crêem, não foi propriamente um filósofo; entretanto, isso não o impede de exercitar a filosofia em muitos de seus escritos, o que é demonstrado, entre outros pontos, por sua insana cultura filosófica, superada apenas por sua cultura literária.

Isso quer dizer que, embora seja um autor facílimo de se ler, deve ser lido apenas após certo tempo lendo literatura em geral e filosofia, em especial história da filosofia. Podemos dizer que nesse aspecto a obra do nosso querido gordo é uma ratoeira pronta para capturar o leitor desavisado. É possível passar algumas eras pesquisando apenas as referências encontradas em seus livros. Há uma anedota que diz que Chesterton leu mais de 10.000 romances.

E nós não duvidamos.

Não Ficção

Autobiografia 
Hereges 
Ortodoxia 
São Francisco de Assis 
Santo Tomás de Aquino 
O Homem Eterno 
O que há de Errado com o Mundo 
Tremendas Trivialidades
A Superstição do Divórcio. E Outros Ensaios Sobre a Família, a Mulher e a Sociedade
Todos os Caminhos Levam a Roma
Eugenia e outras desgraças
Um Esboço da Sanidade. Pequeno Manual do Distributismo
Considerando Todas as Coisas
O Defensor. Tipos Variados
A Coisa – Por Que Sou Católico?

Ficção

O Napoleão de Notting Hill
O Homem Que Foi Quinta-Feira
A Esfera e a Cruz
Manalive (Hilarious Stories)
A Taberna Ambulante
The Return Of Don Quixote
Basil Howe: A Story of Young Love
O Poeta e os Lunáticos
Contos de Fadas e Outros Ensaios Literários
A Inocência do Padre Brown
A Sabedoria do Padre Brown
A Incredulidade do Padre Brown [ENG]
O Segredo do Padre Brown [ENG]
O Escândalo do Padre Brown [ENG]

Sobre Chesterton

O Essencial de Chesterton
O pensador completo: A mente maravilhosa de G. K. Chesterton
Sabedoria e Inocência

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.